U.O.N - Universidade 11 de Novembro

Notícias

Conselho de direcção da UON reúne na sua terceira sessão extraordinária

O Conselho de Direcção da Universidade 11 de Novembro, presidido pelo Magnifico Reitor Prof. Doutor João Fernando Manuel, reuniu nesta quarta-feira, 06 de Abril de 2016, na sua terceira sessão extraordinária para analisar vários assuntos da vida da instituição como:

a)     a) Modelos dos futuros certificados e diplomas de graduação da UON;

b)      b) Preparativos das cerimónias de outorga de diplomas/2016;

c)      c) Deliberações sobre Exames Especiais;

d)     d) Projectos de investigação científica do Centro de Investigação da UON;

e)     e) Actividades alusivas ao 14 de Abril, dia da Juventude Angolana.

Este órgão, analisou também a situação dos estudantes reprovados em uma disciplina no ciclo básico e aqueles que se encontram no último ano do ciclo de especialidade, tendo deliberado o seguinte:

·       1.Têm o direito à prova especial, todos estudantes do último ano do ciclo básico e de especialidade reprovados em uma disciplina.

Na mesma ocasião, foi também indicado e apresentado o Prof. Doutor João Mateus Marciano, docente efectivo do ISCED-Cabinda, como Coordenador Geral dos Mestrados da UON e passa doravante a integrar o respectivo órgão colegial. Recordamos que, para o presente ano lectivo, as faculdades de Direito e Economia, irão ministrar os cursos de mestrados em “Direito” e  “Administração e Desenvolvimento Local” respectivamente.

Quanto as actividades alusivas ao 14 de Abril, dia da Juventude Angolana, o conselho de Direcção recomendou que, as palestras e colóquios a serem realizados nas distintas unidades orgânicas da UON, devem se reflectir em torno do papel dos estudantes universitários na luta pela independência nacional, bem como na actual fase de consolidação da paz, unidade nacional e desenvolvimento do país.

____________________

Fonte: Departamento de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Por: Jeremias Guilherme

 

Discurso de Sua Excelência, Vice-Govemador para o Sector Económico, no Acto de Abertura do Ano Académico 2016

Exmo. Prof. Doutor João Femando Manuel, Magnífico Reitor  da Universidade 11 de Novembro;

Digníssimos Vice-Reitores da Universidade 11 de Novembro;

Senhores Membros do Governo;

Digníssimos Decanos e Vice-Decanos das Distintas Faculdades da Universidade 11 de Novembro;

Exmo. Prof. Carlos Manuel Teixeira, Prelector;

Caros Docentes e Discentes;

Prezados Convidados;

Minhas Senhoras e Meus Senhores.

 

Queremos em primeiro lugar agradecer em nome de Sua Excelência Dra. Aldina Matilde Barros da Lomba Catembo, Governadora da Província de Cabinda, o convite formulado pela Universidade 11 de Novembro, Região Académica III, para presidirmos o acta de abertura solene do ano académico de 2016 e, seguidamente aproveitar a ocasião para transmitir os cumprimentos de Sua Ex." Sr.a Governadora da Província aos ilustres presentes.

Permitam-nos, Excelências, começar este discurso, rendendo uma sentida homenagem aos três bolseiros angolanos que no passado dia 20 de Fevereiro do ano em curso, perderam as suas vidas na República Russa, onde frequentavam o ensino superior, sendo um deles, Geraldo Vaba, natural da província de Cabinda. Em memória de quem pedimos aos presentes para que rendamos um minuto de silêncio.

 

 

Minhas Senhoras e Meus Senhores!

Há sensivelmente seis anos que o Executivo Angolano criou a Universidade Onze de Novembro Região Académica III, fruto do desmembramento do então Centro Universitário de Cabinda (CUC) da Universidade Agostinho Neto.

Ao longo deste período, a Universidade Onze de Novembro tem se afirmado como um verdadeiro laboratório do saber científico, tornando-se assim, numa indispensável base de conhecimentos necessários para o desenvolvimento do país.

Estamos certos de que os desafios que a Universidade tem não são fáceis a julgar pela conjuntura actual do país, mas também, acreditamos que este novo ciclo histórico que o país está a viver, demanda de todos nós novas soluções.

Soluções que visem almejar um ensino superior que tenha no conhecimento e na inovação o seu trunfo competitivo; uma formação que esteja assente na pesquisa, na afirmação e na aplicação, do saber técnico e científico.


Minhas Senhoras e Meus Senhores;

Nos últimos anos foram implementadas no país, varias medidas tendo em vista a melhoria da qualidade global do ensino superior. Entre elas destacamos o Plano Nacional de Formação de Quadros que tem como estratégia, até 2025, promover o acesso dos angolanos a um emprego produtivo qualificado e assegurar a valorização sustentável dos recursos humanos nacionais. A dinâmica técnico-científica que caracteriza a globalização, nesta era cada vez mais competitiva, exige quadros altamente capacitados.

Daí o nosso apelo aos estudantes que estão a entrar pela primeira vez nesta instituição de Ensino Superior e aos demais estudantes bem como aos docentes, para que se engajem com afinco e dedicação nas respectivas responsabilidades, sem descurar das línguas, das TIC's, do empreendedorismo, da atitude criativa e investigativa, pois que, a sociedade espera da Universidade, soluções.

Bem haja o saber.

Com estas palavras declaramos, em Nome de Sua Excelência a Governadora da Província, Dr." Aldina Matilde Barros da Lomba Catembo, aberto o ano
Académico 2016, na Universidade Onze de Novembro, Região Académica III.

Muito Obrigado.

 

Abertura do Ano Académico 2016 - UON aposta na qualidade

Depois do acto Central da Abertura Oficial do Ano Académico 2016 ocorrido na cidade do Sumbe, Província de Kwanza Sul, decorreu no Centro Cultural do Chiloango, Sexta feira 04 de Março do presente ano, O Acto Solene de Abertura do Académico 2016 na Região Académica III que compreende as províncias de Cabinda e Zaire. A cerimónia presidida por Sua. Excelência Dr. Romão Macário Lembe, Vice-Governador para Sector Económico em representação da Sua Exa. Governadora da Província de Cabinda, Dra. Aldina Matilde Barros da Lomba Catembo. Também fizeram parte da mesa de presidium o Magnifico Reitor da UON Prof. Doutor João Fernando Manuel e Vices-Reitores para a área Académica e Vida-Estudantil, Luzayadio André, Vice-Reitor para Assuntos Científicos e Pós-Graduação Profa. Doutora Helena Berta Vando Marciano e Vice Reitor para Administração e Gestão Dr. Paulino de Graça Puna.

No seu discurso, o Magnifico Reitor, reafirmou a aposta da UON para um ensino de qualidade, implementação e manutenção dos cursos de mestrados na instituição que dirige. “Aproveito o ensejo para informar-vos, a coragem com a dedicação que a universidade toma para implementar já este ano lectivo alguns mestrados em Direito, Gestão de Empresa e em Ciências da Educação.”

Quanto a essência baixa qualidade, o alto responsável da instituição apontou 3 principais empecilhos:

  1.  O primeiro são as debilidades que os recém estudantes trazem do subsistema inferior,
  2. O segundo, a inexistência de infra-estrutura de apoio a investigação científica nas instituições de ensino superior.
  3. O terceiro a fraca auto-superação dos docentes.

Quanto aos números, a instituição cresceu com mais 2700 estudantes recém-ingressados contra os 2.600 admitidos no ano anterior.

 Ao seu turno, o Vice-Governador, da Província afirmou ser notório o crescimento e o desenvolvimento da UON. “A Região Académica III é fruto do desmembramento da universidade Agostinho Neto, Ao longo deste tempo, a universidade 11 de Novembro tem se afirmado como um verdadeiro laboratório do conhecimento cientifico tornando-se assim numa indispensável base do conhecimento necessários para o desenvolvimento da nossa província e do país”.

_____________________

Fonte: Departamento de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico.

Por: Jeremias Guilherme